5 filmes da Audrey Hepburn que eu amo!

Audrey Hepburn é uma espécie de musa dos estudantes de Moda. Ela era classuda, fina, elegante, tudo o que você quer ser quando crescer. Mas muita gente acaba focando naqueles looks pretos Givenchy de Bonequinha de Luxo, e acaba sem saber que praticamente todos os figurinos da Audrey foram criados pelo Givenchy também.

Agora se você não é fã de moda, deixemos isso de lado e vamos falar dos filmes: ESQUEÇA qualquer problema que tiver com filmes antigos. Mesmo sem uma qualidade de HD e efeitos dignos de Avatar, aposto que você vai encontrar um universo completamente novo nos filmes clássicos. Os personagens, cenários, diálogos e até as piadas não são nada parecidos com os filmes atuais. Valem pra dar uma refrescada!

E, juntando a Musa Audrey com o cinema, resolvi indicar os cinco filmes dela que mais gosto. Gosto de praticamente todos, mas resolvi tirar Bonequinha de Luxo da lista. O filme é um clássico e eu adoro, mas tem muito mais da Audrey fora Holly Golightly. Prometo! E prometo que você não vai se arrepender se assistir qualquer um da lista!


1- A Princesa e o Plebeu (Roman Holiday)

Joe: Ah, por favor! Você nem está tão bêbada assim!
Princesa Ann: Se você é tão esperto, devia saber que não estou bêbada de jeito nenhum. Só estou sendo.... muuuito feliz. 




Sinopse: A Princesa e o Plebeu é uma espécie de história de Cinderela às avessas. Uma princesa riquíssima tem uma crise nervosa por causa da agenda cheia de compromissos repetitivos e entediantes: o que ela quer é apenas viver como uma garota normal. Então durante a noite foge do seu palácio e acaba encontrando não um príncipe encantado, e sim um jornalista interesseiro, que a reconhece (embora ela não saiba disso) e quer conseguir uma reportagem exclusiva que lhe renderá uma enorme quantia de dinheiro. 

 
Esse é meu filme favorito da Audrey. É morto de fofo, engraçado, Tem Roma, tem vespas, tem o Coliseu, tem princesas... e tem o Gregory Peck. Que era, sem sombra de dúvida, a sedução em forma de ator na década de 50. Esse é um daqueles filmes que põem o COM em comédia romântica. Mil estrelinhas!


2- Sabrina

Linus Larrabee: Como se diz "minha irmã tem um lápis amarelo" em francês?
Sabrina: Ma soeur a un crayon jaune.
Linus Larrabee: Como se diz: "Meu irmão tem uma namorada adorável?"
Sabrina: Mon frère a une gentille petite amie.
Linus Larrabee: E como se diz: "Eu gostaria de ser meu irmão?" 


Sinopse: Sabrina Farchild (Audrey Hepburn) é filha do chofer da família Larrabee, cujos filhos são os opostos em pessoa. De um lado, Linus (Humphrey Bogart) é totalmente voltado ao trabalho. De outro, Davis (William Holden) é um playboy por natureza. Após passar dois anos em Paris, Sabrina retorna à mansão dos Larrabee, como uma nova mulher, elegante, sofisticada, madura. Ela desperta a atenção dos dois homens e, quando percebe, já está envolvida num triângulo amoroso dos mais complicados. 

 AssistamaSabrinaporfavoreuimploro! Esse é outro que tem comédia, tem romance, triângulos amorosos, tem Paris, tem La vie en Rose, tem Humphrey Bogart e William Holden e nenhum deles tem muitos escrúpulos.


3- Como roubar um milhão de dólares (How to Steal a Million)

Nicole: Bem, estava tudo escuro e lá estava ele: alto, olhos azuis, esbelto, bonitão... em uma maneira má e brutal, Papa. Um homem terrível. Arrogante, rude, sem senso de culpa ou vergonha ou qualquer coisa...
Charles Bonnet: E esse sujeito alto e bonitão de olhos azuis... Ele não molestou você de alguma maneira, molestou?
Nicole: Não muito.


Sinopse: Nicole Bonnet (Audrey Hepburn) é a filha de um falsificador de obras de arte que pede a ajuda de Simon Dermott (Peter O'Toole), um desconhecido que recentemente invadiu sua casa, para roubar uma estátua. O pedido é feito porque seu pai, Charles Bonnet (Hugh Griffith), emprestou para um museu a estátua e sem ler um documento, autorizou exames que provem a autenticidade da obra. Quando os testes forem feitos ficará claro que a obra é falsa, assim todos os quadros que Charles vendeu serão testados de todas as formas e será comprovado que ele é um falsificador. Mas Nicole nem imagina quem a está ajudando em um roubo quase impossível de ser realizado. 

 
Como Roubar um Milhão de Dólares não é um dos filmes mais famosos da Audrey, mas, estranhamente, foi o primeiro dela que assisti. E foi por ele que quis assistir todos. Peter O'toole pode já ter passado e muito do ponto hoje em dia, mas na época ele realmente era um bonitão de olhos azuis. E os dois formaram o melhor casal EVER nesse filme. A história, além de se passar em Paris, também é mega engraçada e, sim, sim, fofa.


 4- My Fair Lady

Pickering: Você é um homem de bom caráter quando se trata de mulher?
Henry Higgins: Você já conheceu algum homem de bom caráter quando se trata de mulher?
Pickering: Com frequência.
Henry Higgins: Bem, eu não! No momento em que uma mulher fica minha amiga, ela se torna ciumenta, exigente, desconfiada e totalmente louca. E no momento em que faço amizade com uma mulher, eu viro egoísta e tirânico. 

Sinopse: Henry Higgins (Rex Harrison), um intelectual e professor de fonética, aposta que conseguirá, no período máximo de seis meses, transformar Eliza Doolittle (Audrey Hepburn), uma simples florista de rua que não sabe falar direito, em uma dama. Mas a tarefa se mostra muito mais difícil do que tinha sido imaginada originalmente.  

  Se você O-D-E-I-A musicais, melhor pular esse item! Se consegue suportar, é bom ficar sabendo que My Fair Lady está na lista da AFI como o 8° melhor musical já criado, então acho que isso conta pra alguma coisa. Eu simplesmente adorei. Henry Higgins é sarcástico, metido a insensível e mal-humorado, a Eliza é meio louca e você vai passar dias com essa frase na cabeça: "Eliza, where the devil are my slippers?"
 
 
5- Quando Paris Alucina (Paris - when it sizzles)

Richard: Você realmente gosta, não é?
Gabrielle: Do quê?
Richard: Da vida.
Gabrielle: Oh! Toda manhã, quando eu acordo e vejo que tenho mais um dia inteiro pela frente, eu fico completamente maluca.  


Sinopse: Alexander Meyerheim (Noel Coward) é um produtor de Hollywood que contratou Richard Benson (William Holden), um roteirista, pois gostou do título da história prometida por ele: "A Moça que Roubou a Torre Eiffell". Porém, nenhuma das 138 páginas que deveriam existir foram escritas, pois em vez de trabalhar no roteiro Benson ficou bebendo e se divertindo. Dois dias antes da chegada do produtor a Paris, Richard contrata Gabrielle Simpson (Audrey Hepburn), uma secretária temporária, para ajudá-lo a fazer o trabalho. Porém, o serviço toma um rumo inesperado.
 
Esse filme parece muito com um da Kate Hudson e Luke Wilson, chamado Alex & Emma (ou foi uma espécie de remake ou pura coincidência, sei lá), mas é muito melhor. Porque é fofo, engraçado, romântico e tem Paris e mais um ponte de outras coisas típicas dos filmes com Audrey Hepburn.

E sim, é um daqueles filmes com uma história dentro de uma história, então você se diverte com a criação de personagens, as mudanças abruptas dos personagens ditadas pelos personagens que estão escrevendo a história... meio maluco, mas completamente incrível!

Espero que tenham gostado da dica!
(e voltem pra me contar o que acharam dos filmes)

Nenhum comentário