Dica de Série - The Royals


Eu gosto de descobrir. Sou mais do tipo que vai procurar uma série bem diferente pra assistir, do que baixar todas as temporadas de, sei lá, Criminal Minds, porque umas 500 pessoas me falaram que era sensacional. Foi uma luta até eu começar a assistir Game of Thrones. Claro que eu amei e me viciei e comprei uma camiseta que diz YOU KNOW NOTHING, JON SNOW. Eu também sou humana, tá?

Mas normalmente eu sempre saio fuçando a internet até achar alguma coisa interessante que nunca tinha ouvido falar antes. Em uma dessas buscas, encontrei The Royals, uma série do E!, criada pelo Mark Schwahn, mais conhecido com o cara que arrancou meu coração e jogou embaixo de um trem durante todos aqueles episódios sofridos de One Tree Hill.

A trama da série gira em torno da família real britânica dos dias atuais (Claro que uma família fictícia, de uma dinastia fictícia e até mesmo o palácio que eles usam nas filmagens não tem nada a ver com a rainha Elizabeth e todo o resto) e conta a história do Rei Simon, que nem fede nem cheira. O cara é o rei e parece ser o personagem menos importante e menos interessante da série. Mas acho que é esse o sentido da coisa... porque ele é um rei tão fraquinho, sobra um monte de espaço pra galera fazer merda e destruir tudo na série inteira.
Palácio Ryco usado nas filmagens. Olha, na minha opinião, tá ganhando de Buckingham!
A história começa com a morte do filho mais velho do Rei Simon, sabe-se lá como e o porquê (mais mistério para a trama!) e como tudo começa a desmoronar depois daí. O rei acha que essa vida de escândalos e assassinatos e tragédia vai destruir a família dele, então resolve que vai fazer um plebiscito pra pôr fim à monarquia. Então tem o Príncipe Liam (O William Moseley, de Nárnia), o próximo herdeiro na linhagem, mas que não estava muito interessado em assumir o trono, não (Principe Harry, alguém?). A Rainha Helena, interpretada pela diva da Elizabeth Hurley, que é uma daquelas mulheres poderosas, dispostas a tudo e não têm medo de se sujar, que não quer perder a coroa de jeito nenhum. O Príncipe Cyrus, que é o irmão invejoso e inescrupuloso do rei e, óbvio, sonha em assumir o trono. E, por fim, a Princesa Eleanor, que parece não estar meramente preocupada com os problemas da família. O negócio dela é roupa cara, festa, bebida e o estoque de drogas pra aguentar o dia-a-dia de uma princesa.

A série é curtinha, até agora só saiu a primeira e a segunda temporada (mas calma, já anunciaram que a terceira vai sair logo, logo) e eu assisti tudo no mesmo dia. Viciante, cheia de tramas paralelas, suspense e intrigas dignas de novela mexicana, só que com smokings, garrafas de Dom Pérignon, viagens pra Mônaco e um palácio gigantesco.




Na parte dos romances, tem a rainha Helena, que basicamente dá pra todo mundo. O príncipe Cyrus, que basicamente dá e come todo mundo. E toda a história entre o príncipe Liam e a filha do chefe de segurança da família, Ophelia. Não curto muito. Sempre tem aquela personagem boazinha, bonita e chata que o príncipe se apaixona, certo? Em The Royals, essa é a Ophelia. Se for pra escolher, gosto muito mais da ex-namorada, Gemma. Linda, rica, diva e vai atrás do que quer sem ter medo de nada.
Mas, enfim... Não sou eu que escolho, certo?

Até mesmo porque meu casal favorito da série já existe: Princesa Eleanor e o segurança/misterioso/perigoso/durão do Jasper. Li em algum blog uma menina falando que não gostava do Jasper e fiquei passada! acho que existe gosto pra tudo né? Porque ele é simplesmente maravilhoso.
A história é que a princesa é totalmente maluca e manipuladora e tenta dar um fim no novo segurança abobalhado, mas ele consegue se sair muito bem da situação. E rola um bocado de sexo e chantagem e um romance bem quente durante a temporada. Ninguém sabe quem o Jasper é realmente e ninguém nunca consegue imaginar o que um vai aprontar com o outro no episódio seguinte. Sem falar que o ator, Tom Austen (abre parênteses pro instagram dele. fecha parênteses), é maravilhoso, gente! Com aquela cara de durão, mas sensível, de bandido, mas confiável, usando terno o dia todo e ainda sabe como usar uma arma. É impressão minha ou já subiu uns três graus de temperatura desde que comecei a falar?

Marry me <3

Vale um ponto pra trilha sonora também. Meu shazam trabalhou dobrado durante os episódios.
Bonus para a Lorde, no season finale, cantando Everybody wants to rule the world. Arrepios só em lembrar.
Vale dois pontos porque é uma série bem diferente de todas as outras que já vi.
Três pontos porque é do Mark Schwahn, e ele arrasa.


Mais uns dez pontos por causa do Jasper. Am I right? Am I right?

 Já comecei a contar os dias para a terceira temporada e espero que vocês também!

Nenhum comentário